Notícias


Operação usando células-tronco regenera lente do olho

11/Mar/2016

1
 

Um procedimento pioneiro de regeneração ocular foi realizado com sucesso em crianças com catarata na China.

Mais de metade de todos os casos de cegueira são causados ​​pela catarata – uma doença ocular que acarreta na opacidade do cristalino, a lente natural existente no globo ocular.

O implante de uma lente artificial é o procedimento normal para restaurar a visão, mas nesta operação pioneira células-tronco são ativadas no olho, gerando uma nova lente.

Especialistas descrevem a descoberta como uma das maiores conquistas da medicina regenerativa.

Cerca de 20 milhões de pessoas são cegas devido à catarata, cuja principal causa é o envelhecimento do organismo – embora haja casos congênitos, ou seja, em que a criança já nasce com a doença.

Procedimento

O tratamento convencional utiliza ultrassons para amolecer e quebrar a lente opaca que depois é removida e substituída por uma lente artificial, entretanto este procedimento pode acarretar complicações, principalmente em crianças.

A nova técnica, desenvolvida por cientistas da Universidade Sun Yat-sen e a Universidade da Califórnia em San Diego – EUA remove a catarata de dentro da lente por meio de uma pequena incisão e deixa a superfície exterior, chamada de cápsula do cristalino, intacta.

Esta estrutura é revestida com células-tronco epiteliais, que normalmente reparam ferimentos, e os cientistas esperavam que elas fossem capazes de regenerar a lente.

De acordo com a equipe, foram reportados testes bem sucedidos em coelhos e macacos então, o procedimento foi experimentado em 12 crianças.

Após oito meses a lente foi regenerada ao seu tamanho normal.

  Dr. Kang Zhang, um dos pesquisadores, disse: "Esta é a primeira vez que uma lente inteira foi regenerada. As crianças que foram operadas na China continuam a responder muito bem o procedimento, com a visão normal".

Também se registrou uma taxa de complicações drasticamente menor, no entanto, o Dr. Kang acredita que maiores estudos serão necessários antes que este tratamento se torne padrão para os pacientes.

Apesar da maioria dos casos de catarata serem diagnosticados em idosos, o procedimento foi testado em crianças, pois suas células-tronco epiteliais são mais jovens e mais capazes de se regenerar.

Mas, de acordo com Dr. Zhang, já iniciaram os testes em idosos com resultados primários encorajadores.

Benefícios da pesquisa

Dr. Zhang acredita que selecionar células-tronco já preservadas no olho poderia ser um grande potencial para o tratamento de uma ampla variedade de doenças, da degeneração macular ao glaucoma.

Um estudo separado feito pela Universidade de Osaka, no Japão, e pela Universidade de Cardiff, no Reino Unido, usaram células-tronco para refletir o desenvolvimento do olho. Eles conseguiram reproduzir uma série de tecidos oculares específicos, como os que formam a córnea, a conjuntiva, a lente e a retina.

Os resultados mostraram que os tecidos cultivados em laboratório poderiam restaurar a visão de coelhos com cegueira de córnea.

De acordo com um dos pesquisadores, o professor Andrew Quantock, “Nosso trabalho não só tem um potencial para desenvolver células para o tratamento de outras áreas do olho, mas pode definir o cenário para futuros testes clínicos de transplante de córnea em humanos para restaurar a função visual".

Fonte: http://www.bbc.com/news/health-35762713